Você sabe a diferença?

April 12, 2018

Existem vários termos que definem os vegetarianos, mas muita gente não conhece a diferença entre os tipos.

 

 

Basicamente, os vegetarianos se dividem em 4 grupos: ovolactovegetarianos, lactovegetarianos, vegetarianos estritos e veganos.

Além destes, existem outros tipos de dietas ou variações do vegetarianismo. Para esclarecer essas dúvidas, trouxemos aqui uma lista com as principais diferenças.

 

 - Onívoro: é o indivíduo que aceita qualquer tipo de alimento na sua dieta, tanto de origem animal quanto vegetal.


 - Semi-vegetariano: indivíduo que faz uso de carnes, geralmente brancas, em menos de 3 refeições por semana. Esse termo ganha importância nos estudos científicos, na comparação dos efeitos à saúde entre vegetarianos e onívoros, já que, teoricamente, o semi-vegetariano consome carne, mas menos do que um onívoro. Esse indivíduo não é reconhecido como vegetariano.


 - Ovolactovegetarianos: Não consomem nenhum tipo de carne (nem frango, peixe ou frutos do mar), mas consomem laticínios e ovos. Quando alguém se declara vegetariano, quase sempre pertence a este grupo.


 - Lactovegetarianos: Além de não consumir nenhum tipo de carne como os ovolactovegetarianos, os lactovegetarianos excluem também os ovos da dieta.
 

 

- Vegetarianos estritos: Não consomem nenhum tipo de carne e nenhum derivado de origem animal, como laticínios, ovos e mel em sua alimentação.


 - Veganos: O veganismo é uma postura ética política e não uma dieta. Portanto não consomem produtos de origem animal em nenhuma área de suas vidas. Na alimentação, além de carnes, peixes e aves, excluem laticínios (e seus derivados), ovos, mel, gelatina etc. Para vestir, excluem couro, lã, seda,etc. Não usam cosméticos que sejam testados em animais ou que tenham componentes de origem animal. E nem participam de espetáculos (circos, zoológicos e apresentações) ou qualquer outro tipo de atividade que envolva sofrimento animal.


 - Crudívoro: admite apenas a ingestão de alimentos crus, alimentos aquecidos no máximo a 42ºC ou em processo de germinação (cereais integrais, leguminosas e oleaginosas). A maior parte vem de uma derivação do vegetariano estrito, mas não necessariamente seguem a mesma dieta, pois alguns crudívoros consomem leite cru e carne crua.
Frugívoro (ou frutívoro ou frutariano): é uma derivação do vegetariano estrito, o qual utiliza apenas frutos na sua alimentação. O conceito de "frutos", nesse caso, segue a definição botânica, que inclui os cereais, alguns legumes (como abobrinha e beringela), oleaginosos e as frutas.


 - Macrobiótico: designa uma forma de alimentação que pode ou não ser vegetariana. O macrobiótico tem um tipo de alimentação específica, baseada em cereais integrais, com um sistema filosófico de vida bastante peculiar e caracterizado. A dieta macrobiótica, diferentemente das vegetar

 

ianas, apresenta indicações específicas quanto à proporção dos grupos alimentares a serem utilizados. Essas proporções seguem diversos níveis, podendo ou não incluir as carnes (geralmente brancas). A macrobiótica não recomenda o uso de leite, laticínios ou ovos.
 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload